05.02 5º Congresso de Psicanálise em Língua Portuguesa acontecerá em novembro no Museu de Arte da Bahia, em Salvador. Assista ao vídeo.

É com grande satisfação e entusiasmo que anunciamos o 5° Congresso de Psicanálise em
Língua Portuguesa, que este ano será sediado no Brasil, em Salvador – BA, em seu museu
centenário, Museu de Arte da Bahia – MAB. O congresso será realizado nos dias 19, 20 e
21 de novembro de 2020, com o tema: “Das rotas da escravidão às travessias da alma”.

No 4º Congresso, ocorrido em Cabo Verde/2018, tivemos como tema central “Rotas da
escravidão”. O tema foi muito bem recebido pela comunidade psicanalítica e interessados
na aproximação e união dos países de língua portuguesa. Reunimo-nos para pensar a
diáspora negra e suas consequências no panorama da saúde mental.

O sucesso daquele congresso incentivou-nos a decidir pela continuidade desta discussão,
que necessita de aprofundamento entre nós, psicanalistas. Trabalhamos para que neste
encontro, como nos anteriores, recebamos representantes de todos os países de língua
portuguesa.

Tradicionalmente multidisciplinar, o Congresso receberá profissionais e estudantes das
diversas áreas do conhecimento e interessados pela psicanálise e cultura. As mesas serão
compostas por representantes de Portugal, países africanos de língua portuguesa, Timor
Leste e do Brasil. A proposta é que tenhamos psicanalistas, literatos, historiadores,
artistas plásticos, músicos, professores, enfim, uma ampla variedade de pensadores que
discutam o tema sob diferentes pontos de vista.

Teremos, ainda, espaço para a discussão da atividade clínica, com a apresentação de
casos e comentários de psicanalistas portugueses, brasileiros ou africanos. Bem como,
pôsteres, exibição de filmes ou outras atividades próprias do país anfitrião.

Para finalizar, lembramos que é de nosso interesse, igualmente, o fortalecimento da união
da comunidade de países de língua portuguesa, da Universidade da Lusofonia Afrobrasileira – UNILAB, e todas as iniciativas capazes de promover a paz e o desenvolvimento
de nossos povos.

Em breve informaremos sobre as inscrições e envio de trabalhos.

Atenciosamente,

Wagner Vidille
Presidente da FEBRAPSI

Wania Maria Coelho Ferreira Cidade
Diretora de Comunidade e Cultura da FEBRAPSI